domingo, 27 de outubro de 2013

Origem do Nome "Brasil"



 


  Mapa em que se localiza a Oeste da Irlanda uma imaginária “ilha Brasil”

Abraham Ortelius em 1572


É sabido que uma mentira, repetida mil vezes, passa a ser verdade, ou pelo menos todos a passam a aceitar como se fosse. Foi assim que aconteceu com a explicação que se deu para a origem do nosso “Brasil”: tanto se bateu na tecla do “pau brasil”, na “cor de brasa”, no vermelho, que se passou a aceitar a ideia sem fazer mais perguntas. No entanto…
 José  Pedro Machado[1], atestando com fontes seguras, mostra que a palavra “brasil” já era usada em 1377 (logo muito antes da descoberta do Brasil) referindo-se a “terras distantes”: “E de brasill que trouuerem ou leuarem também vezjnhos come os que nom som vezjnhos pagam dizjmas…””.  A palavra usava-se no sentido de “colónia distante” e não tinha qualquer relação com a cor avermelhada da madeira (o tal “pau brasil”), nem com qualquer outra coisa vermelha.
A cartografia medieval inclui com regularidade uma “Ilha Brazil” (designada também por vários nomes foneticmente próximos, como “Ie Brezil”) em locais vários e isolados do “mar oceano”, e em todos os casos refere-se a localizações isoladas e remotas a Oeste da Europa.
De onde vem então este “brasil” que veio a dar o nome ao nosso país irmão? Quem acompanhe este blog ou simplesmente tenha lido “A Origem da Língua Portuguesa”, não estranhará que a origem do nome se possa encontrar no fenício.
De facto, em fenício o termo “br’” [brâ] significa “arrotear, desbravar”. As sequências consonânticas “br” ou “pr” são,  na toponímia portuguesa, das mais comuns, e referem-se geralmente a  terras abertas, limpas de vegetação natural, terras de semeadura. Existem muitas centenas ou milhares de topónimos que incluem este radical.
Já a palavra “aṣil” [asil], que significa “partes mais remotas da Terra” é, como se compreende, muito raro, surgindo em palavras como “Azilheira” (parte mais remota da serra), “Benagazil”, (casa da parte mais isolada do ribeiro), “Aguazil” (parte mais isolada do ribeiro), etc. As formas “Brasil”, “Brasileiro”, etc. podem referir-se a nomes dados a locais habitados por emigrantes regressados do Brasil, e devem ser relativamente recentes.
Na nossa Ilha Terceira, nos Açores, existe tambémum “Monte Brasil”, que é evidentemente uma penísnsula isolada na entrada de Angra do Heroísmo.